Cuiabá, MT - - 08 de Agosto de 2020

Governo de Mato Grosso dará aumento de 6,5% aos funcionários públicos
25/05/2011 / 14:43:00
  

Os secretários, de Administração, César Zillio, e da Casa Civil, José Lacerda, encaminham nesta quarta-feira (25), às 14 horas, na presidência da Assembleia Legislativa as mensagens com a reposição das perdas inflacionárias de 6,47% para todo o funcionalismo público de acordo com a inflação oficial medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). As mensagens de reestruturação das carreiras dos Técnicos de Desenvolvimento Econômico; da Saúde; do Grupo Tributação, Arrecadação e Fiscalização (TAF); do Sistema Penitenciário; Professores e técnicos da Educação; Técnicos da Área Instrumental e do Instituto de Defesa Animal (Indea) também serão entregues.


“Estes foram os primeiros entendimentos construídos com as categorias que negociaram no ano passado e que agora passarão a ter seus vencimentos corrigidos de forma diferenciada para ficarem em igualdade de condições com carreiras semelhantes do Poder Executivo”, afirma o secretário de Administração, César Zillio em reunião com o Chefe da Casa Civil, José Lacerda.


Todo um esquema de trabalho extra foi montado pela Secretaria de Administração (SAD), por decisão do governador Silval Barbosa (PMDB) para que a folha de pagamento de maio, que será quitada no próximo dia 31, terça-feira, já venha com os referidos aumentos. O líder do governo, Romoaldo Júnior, pediu aos deputados que se debrucem sobre as matérias para as mesmas serem votados nesta quarta-feira à noite e na sessão matutina de quinta-feira (26).


César Zillio lembrou também que nos próximos dias recebe os servidores da Secretaria de Meio Ambiente e da área de Segurança Pública, Polícia Civil, Militar, Bombeiros e Polícia Técnica para discutir a reestruturação de suas carreiras que podem ser atendidas ainda neste ano de 2011, dependendo da questão orçamentária e financeira. “Temos tetos orçamentários e financeiros a serem respeitados. A credibilidade do governo Silval vem do fato de respeitar parâmetros da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e de controle rigoroso de gastos para evitar o descontrole financeiro”, disse o secretário reafirmando que até 2014, todas as carreiras do Executivo estarão reestruturadas.


O secretário José Lacerda (PMDB), conta que a determinação do governador Silval Barbosa foi no sentido de detectar as divergências, corrigi-las e promover os acertos. “A idéia é que ao final deste trabalho se possa ter uma política salarial igualitária para todos os servidores público estadual”, afirma ao ponderar que em anos anteriores foram concedidos reajustes com a recomposição da inflação e aumento real para todos os 86 mil funcionários públicos.


EDUCAÇÃO


No que diz respeito à Educação, a reposição será da inflação (6,47%) mais aumento real, somando 10%, o que permitirá a Mato Grosso ficar a uma distância muito pequena em relação ao piso nacional. O secretário Cesar Zilio diz que o comportamento da receita do Estado decidirá, mas provavelmente à partir de 2012, se o piso praticado em Mato Grosso será o mesmo nacional. Hoje a diferença entre ambos seria algo em torno de 5%.

 
Autor: Da Redação - O Documento
 

Untitled Document
STF determina que peritos não podem ter livre porte de arma
Data: 24/06/2019
| Ver todos os videos |
Nosso Facebook